Sucesso no Amor e nos negócios

Dia dos Namorados, no Sul de Floripa, tem que ter emoção! E emoção, pode acreditar, foi o que mais rolou nas quatro entrevistas que fizemos com casais empreendedores do Sul da Ilha.

No site Sul de Floripa, além de dar espaço para o empreendedorismo local, mostrando produtos e serviços, sempre que possível buscamos evidenciar a vida que acontece por trás dos negócios. Essa é uma forma de humanizar as empresas e mostrar seus bastidores.

Hoje, Dia dos Namorados, que tal vocês conhecerem o lado romântico de quatro casais que têm negócios no Sul da Ilha?

Claro que nem tudo são flores na vida de quem trabalha e ama no mesmo lugar, mas os estrevistados dessa matéria já aprenderam, e muito, como driblar isso muito bem.

Bem vindos a história de oito apaixonados e parceiros do mesmo sonho de negócio… Verdadeiras história de amor!

Quem disse que não dá para trabalhar com a pessoa que amamos?

Você sabe quais são os desafios e a parte boa de juntar amor, trabalho e relacionamento?

Para apimentar, ainda mais, essa matéria, decidimos propor a cada casal que recebeu as perguntas e entregassem as respostas separadamente, sem comentar o que haviam respondido. E ainda que, cada um, enviaria junto com as respostas a foto que mais curtem dos dois juntos.

E, claro, que traduzissem o seu amor com uma palavra, frase ou trecho de música que os faziam lembrar da pessoa amada. Desafio bom, heim?!

Ou seja, não só vocês estão lendo o conteúdo, pela primeira vez, desses quatro casais, como eles também. E, pasmem, teve resposta de cair o queixo, resposta de deixar o coração na mão e resposta de… Sabe, né?!

Se você, assim como eles, também trabalha com o amor da sua vida, vamos deixar no final dessa matéria as perguntas para que, se quiser, possa fazer também.

Bora então conhecer os namorados e namoradas dessa reportagem? Divirtam-se e se inspirem!

A primeira história de amor (logo abaixo) é da Priscila e Tales.

Sucesso no amor e nos negócios

Tales e Priscila se conheceram há seis anos, num feriado na casa de amigos. A ideia de trabalhar juntos só surgiu em 2020, com os efeitos da pandemia no mercado de trabalho e nas escolas.

Priscila estava desempregada e com a filha pequena sem creche. Sem poder se ausentar, sabia que precisava fazer algo em casa. Foi então que ela e o marido decidiram implantar o projeto da Farofa da Pri. Ela tinha uma receita de família de sucesso, e ele expertise na área comercial.

Isso foi suficiente para que, rapidamente, o produto tivesse aceitação e crescimento no número de vendas, mas como todo casal, eles também tinham os seus desafios como casal que trabalha junto.

O primeiro passo é separar o que é trabalho e o que é família“, afirma Tales. E Priscila completa revelando que não é uma tarefa fácil empreender. “Começar uma empresa do zero, sem capital nenhum, precisa de muito trabalho e planejamento“.

Sobre o segredo na hora de contornar conflitos e pensamentos diferentes, ambos são sinceros nos seus pensamentos e pacientes quando a outra parte diverge.

Se eu disser que não há conflitos estarei mentindo. Mas num tipo de negócio em que se trabalha junto é muito importante somar ideias e pensar junto“, afirma Tales. Priscila fala que uma atitude que funciona sempre é saber o momento de colocar o que se pensa, pois nem sempre a pessoa está ali para ouvir. “O grande segredo, e que tento fazer sempre, é na hora que cada um solta seu leão interior, deixar o leão soltar sua fúria, sem interferência. Depois, sempre vem a calmaria. Aí sim, chega a hora de conversar, falar o que se pensa, dar a opinião. Daí flui.

Em relação às vantagens de se trabalhar com a pessoa que se ama, Tales resume isso em uma palavra: Confiança. E Priscila reforça isso e vai além. “Na minha opinião tem várias vantagens. Muita confiança, pois nós dois temos o mesmo objetivo, que é crescer como empresa e trabalhar para nós mesmos. Lutamos juntos pelo mesmo sonho. E, mesmo que haja momentos de estresse, nos equilibramos por termos personalidade e atitudes e diferentes.

 E isso se reflete numa estratégia para que os assuntos de trabalho não invadam os momentos de casal. Tales, no seu perfil mais decidido e objetivo, afirma: “Isso jamais pode acontecer“. E a esposa, e sócia, assina embaixo, mas do jeito Priscila de ser. “Acho que problemas da empresa nunca invadiram nosso espaço, enquanto casal. Sempre tentamos de tudo para resolver os problemas, deixar às claras. Eu gosto mais de conversar, esclarecer. Conversar é tudo“.

Na hora de fazer a esposa relembrar da época de namorados, Tales recorda da viagem que fizeram ao Rio de Janeiro. E Priscila, pela resposta, revela seu lado romântica e apaixonada pelo marido: “Nós sempre somos carinhosos um com o outro, sempre nos chamamos de ‘vida’. Demonstramos carinho, beijo, abraço… Tanto que nossa filha Pietra é bem carinhosa. Quando nos abraçamos ela vem correndo e abraça a gente junto. 😍”

E para comprovar o tamanho do amor do Tales pela Priscila, sabe qual foi a resposta dele quando perguntado que presente daria se pudesse dar qualquer coisa no mundo para ela? “Se pudesse dar qualquer coisa de presente para ela, daria tudo o que estivesse ao meu alcance“. E Priscila, bem pontual e sabida dos gostos do marido respondeu: “A alegria dele é ganhar uma prancha😍… Roupa e sapato também.

Agora, se o casal pudesse eleger o seu cantinho do coração, lugar que mais se sentem plenos, como casal… Olha só o que disseram: “Nosso quintal, a praia“, partilha Tales. “Dois lugares para mim. Primeiro aqui, no Rififi, onde moramos e nos conhecemos. E também a pizzaria Artesano na Lagoa da Conceição. Sempre falamos que é nosso cantinho. Desde o namoro comemorávamos lá nossas datas festivas, como aniversário, namoro, casamento… Até essa semana comentei com ele que precisamos ir lá. Desde que a Pietra nasceu não fomos mais.” , revela e dá uma dica de presente de Dia dos Namorados, a esposa, namorada, mãe da Pietra, sócia do Tales e dona da Farofa da Pri.

Conversa boa e papo reto é o que não falta para esse casal, focados na tarefa de serem felizes juntos, construírem um negócio de sucesso e, ainda, darem um banho na criação e formação da Pietra.

De Priscila para Tales

Sucesso no Amor e nos negócios 1

-Na foto da Priscila para o Tales, várias palavras:

Ele é o grande amor da minha vida, tem todas as qualidades que procurava em um companheiro. Claro que, de brinde, vêm os defeitos🤣. Mas com certeza, tanto ele quanto eu, crescemos muito juntos e evoluímos com o tempo. E claro nossa princesinha é o que nos completa❤”

De Tales para Priscila

Sucesso no Amor e nos negócios 2

Na foto do Tales para Priscila, uma palavra:

“Minha vida”

Foram entrevistas com 4 casais, tão especiais e tão distintos na sua forma de se relacionar. Eles, como vocês podem perceber, só provam que não existe regra geral ou receita de bolo. Cada um soma o relacionamento com o que tem e todos são unânimes em dizer que conversa, a boa e frutífera conversa, com sinceridade, abertura e vontade de melhorar, é a base fundamental para quem deseja amar, trabalhar e sonhar com uma história de sucesso, pessoal e profissional, como casal.

Nós, do Sul de Floripa, desejamos a todos os apaixonados de plantão, que tenham um dia lindo.

E que não esqueçam, como diz o refrão da letra de música do Dazaranha, “O dia lindo a gente faz”.

Curtiu? Quer responder as perguntas também?

Fica a dica, se vocês não são sócios ou trabalham juntos, podem imaginar o trabalho conjunto com as tarefas domésticas ou as tarefas com filho(s).

Depois comparem as respostas e vejam se estão afinados(as).

10 perguntas:

1. Como vocês se conheceram?
2. Quando surgiu a ideia de trabalhar juntos?
3. Quais foram os primeiros desafios como casal e parceiros de negócio?
4. Qual o segredo para driblar conflitos e pensamentos diferentes?
5. Que vantagens você enxerga em trabalhar com a pessoa que você ama?
6. Qual estratégia usa quando vê que algo do trabalho chegou até o quarto de vocês?
7. O que você busca fazer, para lembrar a pessoa que você ama, da época de namorados?
8. Se fosse pensar uma palavra, frase ou pedaço de canção que lembra seu amor, qual seria? E por quê?
9. Se pudesse dar qualquer coisa de presente, começaria dando o quê?
10. Qual o lugar, no sul da ilha, que tem a ver com vocês ou com a pessoa que você ama, e por quê?

Agora, escolhe no seu arquivo de fotos, uma foto que curte admirar de vocês dois para mostrar depois que compararem as respostas da entrevista. E na hora de mostrar a foto, recitem a palavra, frase oi trecho de música.

Bom divertimento!

Farah Diba Albuquerque

Apaixonada por viagem e turismo, Farah Diba Albuquerque não é manezinha no DNA, mas mora em Floripa há quase 30 anos. Fez duas faculdades: Direito e Jornalismo. Mas assume que a vocação é ouvir histórias, entrevistar pessoas e escrever sobre o que vê e sente. Já morou em vários cantos do arquipélago da magia, mas foi só no Sul da Ilha que encontrou o que precisava para escrever seu primeiro livro. É nesse pacote *{natureza, história e espírito de comunidade}* que descobriu um dos presentes da terra. Jornalista do site Sul de Floripa.