Mulheres Empreendedoras: A força feminina no segmento dos serviços

Nessa última matéria em homenagem às mulheres empreendedoras de Florianópolis falamos sobre “A força feminina no segmento dos serviços”.

Na lista que segue, 23 mulheres que encontraram nos seus talentos o prazer de servir, seja organizando a vida pessoal e profissional dos seus clientes; auxiliando na compra de um imóvel; seja produzindo material de divulgação personalizado; mediando conflitos judiciais; seja criando uma estratégia para alavancar um negócio; organizando eventos; seja tatuando uma imagem ou frase importante ou colocando piercings. Testemunhar a garra das mulheres aqui entrevistadas foi uma honra.

Inspirada nelas, posso garantir que a melhor sensação para essas empreendedoras é acordar se sentindo capaz de lutar pelo próprio sustento. Para isso usam suas melhores ferramentas de trabalho, suas experiências, talentos para servir à quem precisa de seus conhecimentos.

A equipe do Sul de Floripa aproveita para agradecer todas as empresárias aqui entrevistadas e dizer que a missão de fomentar o negócio de cada uma de vocês, está só começando.

• Amanda Anita

Tatuadora

Dica da Amanda: “Não desista do seu sonho. Você entende que é sonho quando não quer parar, quando seu trabalho se torna seu hobby.”

Amanda Anita - Damma'art

A Amanda brincava de ser empresária desde criança, mas foi só quando se tornou adulta que ganhou a maior lição de todas no mundo dos negócios. Na linha de frente, em um estúdio de tatuagem privado e exclusivo para mulheres, entendeu que podia crescer profissionalmente e conquistar seu espaço explorando o seu talento artístico. Para isso, encarou os desafios normais do empreendedorismo e começou a se divulgar nas redes sociais para ganhar sua clientela.

• Saiba mais sobre o trabalho da Amanda

• Adriana S. Tedesco

Futebol e inglês para crianças

Dica da Adriana:O principal, depois de ter uma ideia e escolher o segmento, é NÃO ter MEDO e ter MUITA PERSISTÊNCIA. Nunca espere força de terceiros quando contar sua ideia, por isso, não conte!”

Mulheres Empreendedoras: A força feminina no segmento dos serviços 1

A motivação para a Adriana empreender foi não ter chefe, não ter salário fixo e que seu crescimento estivesse diretamente ligado ao seu esforço. Essa empreendedora não se deixou intimidar, mesmo ciente dos muitos desafios do mundo dos negócios, como gerir, administrar, aumentar alcance e expandir. Pelo contrário, foi para cima, como ensina seus alunos, usando a língua inglesa e o esporte, para vencer seus desafios diariamente. O diferencial do seu negócio é a inovação, pois no seguimento infantil, ela atende faixas etárias e oferece um serviço que, normalmente, o mercado não dispõe. 

• Saiba mais sobre o trabalho da Adriana

• Maura Goulart

Consultoria Organizacional, Recrutamento e Seleção

Dica da Maura: “Não desista!

Maura Goulart

A motivação se tornou o propósito do negócio da empresária Maura Goulart, que é utilizar sua experiência e conhecimento para ajudar outras empresas e empreendedores a atingir o máximo potencial. Seu maior desafio foi justamente o seu espaço no mercado, pois muitas empresas não enxergavam o serviço oferecido como uma solução para os seus negócios. O que se tornou o seu diferencial, pois o foco é dispor de soluções estratégicas que gerem resultados sustentáveis inclusive para pequenas empresas. Através de processos e gestão de pessoas, Maura foi conquistando o seu espaço e uma nova cultura de consumo desse tipo de serviço na região.

• Saiba mais sobre o trabalho da Maura

• Elisa Waltrick

Advocacia e Assessoria Jurídica - OAB/SC 47.371

Dica da Elisa:Não desista nunca, escute as pessoas que acreditam em você (marido, esposa, filho, pai ou mãe). O caminho é longo e difícil, mas chegamos lá.”

Elisa Waltrick

Elisa teve como motivação para empreender o empoderamento feminino, o empreendedorismo e a independência financeira. Ingredientes que essa advogada acreditou que iriam fazê-la crescer, pessoal e profissionalmente. Seu maior desafio, como mulher de negócios, foi seguir firme durante a pandemia e se destacar no ramo de atuação. Para isso, focou em criar novos mercados de atendimento e passou a ter mais agilidade na execução. Com escritório em Lages e Florianópolis, ela advoga para causas cíveis como família, consumidor, cobrança, entre outros. Inclusive, a título de curiosidade, em um dos posts do seu Instagram, ela fala sobre contrato de namoro. Já ouviu falar?

• Saiba mais sobre o trabalho da Elisa

• Juliana da Silva

Serviços de limpeza e faxina

Dica da Juliana:Tenha responsabilidade, dedicação e perseverança.

Juliana

A motivação da Juliana era realizar seus sonhos, ter possibilidades de ganhos maiores e ainda ter a flexibilidade de horários. Como o negócio iniciou há poucos meses, seu desafio tem sido aumentar o número de clientes. Trabalhando no ramo da limpeza, seu diferencial é a utilização do kit limpeza e a oferta de pacotes de horas de acordo com a necessidade do cliente. 

• Saiba mais sobre o trabalho da Juliana

• Débora Antunes

Consultora de Pesquisa de Mercado e Experiência do Cliente

Dica da Débora:Ouvir o outro sem julgamento é o caminho para ampliar seu ponto de vista, facilitar conexões e aumentar oportunidades, não só para os negócios, mas para a vida.

Débora

A busca de mais liberdade de vida e de criação no trabalho foram os motivadores para que Débora abrisse o próprio negócio. Para ela, o maior desafio foi conseguir tempo para colocar em prática tudo o que desejava, mas seu diferencial foram seus 15 anos de insights de mercado por meio de um olhar humano e estratégico sobre o consumidor, que logo a fez se destacar na prestação desse serviço. A divulgação do seu negócio ela diz estar, principalmente, focada no boca a boca, pois sempre é indicada por quem já utilizou dos seus serviços.

• Marina Saito

Professora de canto e técnica vocal

Dica da Marina:Primeiro coloque seu projeto no papel. Depois faça um planejamento. Invista também em equipamentos de qualidade e uma boa internet, se for trabalhar em modo remoto. E faça cursos na área de empreendedorismo e marketing digital. Hoje em dia tem muito material gratuito disponível na internet. E o principal: ACREDITE NO SEU PROJETO!

Marina Saito

A principal motivação da cantora Marina foi o desejo de poder levar qualidade de vida através do canto, a qualquer pessoa e em qualquer lugar, tanto que hoje ela tem alunos espalhados por todo o mundo. Seu maior desafio foi vencer o medo de gerir um negócio próprio e de lidar com as incertezas como se vai dar certo, ou se não vai. O seu diferencial é o atendimento personalizado para cada indivíduo. A professora Marina leva em consideração as limitações atuais, inseguranças, objetivos e o desejo de cantar dos  alunos e, a partir disso, é traçado um plano de aulas, onde se consegue visualizar a evolução durante o processo. Com a pandemia, surgiu a possibilidade de ter aulas em modo remoto, sem perda na qualidade da entrega de resultados finais, proporcionando ao aluno fazer aula em qualquer lugar, a qualquer hora e sem a necessidade de deslocamento.

• Kellen Priscila

Fotógrafa

Dica da Kellen: “Força coragem e determinação. Há espaço para todas as pessoas que sentem o desejo de ter o próprio negócio.”

Kellen

A Kellen sempre desejou registrar a felicidade das pessoas em forma de “retrato” e, um dia, seu marido lhe deu de presente a sua primeira câmera fotográfica. A primeira sessão de fotos foi com a família, mas logo sentiu que não era o suficiente. Ela queria mais! Foi então que decidiu comprar a primeira câmera profissional e, em 2016, fazer o curso de fotografia na escola do Fortkamp. Motivação atendida e com a ferramenta na mão, a fotógrafa se sentiu realizada e pronta para servir ao próximo. “Falei pra Deus que queria fazer desse trabalho o serviço ao próximo porque para uns é artigo de luxo, mas para outros é um registro pra sempre”, revela. Para isso, ela contou com os amigos que a apoiaram e se permitiram ser fotografados por ela. Quando questionada sobre os desafios, ela diz que no meio de uma pandemia, tudo é um desafio. “Tá todo mundo com muito medo e, às vezes, a fotografia é vista como supérfluo”, diz. Sobre o que a diferencia no mercado das fotografias ela diz que é o preço, o carisma e o amor pelo que faz. 

• Fernanda Valadão

Locação de móveis e objetos, cenografia e decorações

Dica da Fernanda: “Busque todas as informações possíveis na área que pretende empreender.

Mulheres Empreendedoras: A força feminina no segmento dos serviços 2

Quando a Fernanda perdeu o emprego e viu a necessidade de correr atrás do seu sustento, ela ganhou a motivação que precisava para empreender. A empresária do ramo de eventos acredita que o maior desafio, inclusive para qualquer um que queira empreender, é a falta de conhecimento na área que deseja trabalhar. Seu diferencial, segundo ela, é o retorno dos seus clientes e a excelência nos serviços prestados.

• Tárcila Rita

Extensão de Cílios

Dica da Tárcila: “Nunca desista do que você realmente quer, não importa a sua idade e se tem apoio de alguém ou não. Insista no que você realmente quer! O resultado do seu esforço não vai vir de um dia paro o outro também, isso tudo é questão de tempo.

Mulheres Empreendedoras: A força feminina no segmento dos serviços 3

A Tárcila sempre gostou da área da estética e, na quarentena, precisando ocupar a mente resolveu fazer o curso de extensão de cílios. Além de ganhar conhecimento, a jovem viu também a possibilidade de ganhar seu próprio dinheiro e um pouco mais de independência. Com apenas 16 anos, ela é a mais nova desse enorme grupo de empreendedoras entrevistadas pelo Sul de Floripa. E, mesmo com o desafio por ser menor de idade e poucos lugares a aceitarem para trabalhar com extensão de cílios, ela deu mais um passo e criou um espaço pra atender na própria casa, além de também atender em domicílio. 

• Adriana Ghellere

Tattoo e Body Piercing

Dica da Adriana:Guarde dinheiro, faça um plano de negócios e estudos de viabilidade. Encontre uma oportunidade, estude seu mercado e tenha coragem e muita paciência para deixar as coisas fluírem.

Mulheres Empreendedoras: A força feminina no segmento dos serviços 4

Foi o amor pela tatuagem e pela arte que motivaram a Adriana na realização do seu sonho. O início, segundo ela, sempre é mais difícil, inclusive se não há capital para iniciar o negócio. “Finanças já é complicado e em ano de crise fazer a gestão financeira da empresa se torna um desafio ainda maior para os empreendedores”, revela. Seu diferencial é o foco em atender as necessidades do cliente, seja ele qual for. Ela atende todos os públicos e sempre busca dar o melhor atendimento, desde famílias a um público juvenil. “O mais importante é a gente nunca perder a essência ou humildade ao decorrer de nossa caminhada”.

• Duda Carioni

Carioni Gestão e Corretagem de Imóveis

Corretagem de imóveis

Dica da Duda:Coragem.

Duda Carioni

A Duda desejava ganhar mais e não queria trabalhar para terceiros. Ela viu no empreendedorismo uma forma de realizar isso e comecei cedo. Seu primeiro negócio foi montar um hostel, que funciona até hoje sob sua gestão. E assim que aprendeu a delegar e conduzir esse negócio a distância, decidiu abrir o leque dos seu serviços. Ela se diz especialista em “encontrar bons lugares para as pessoas dormirem” ou como fala costumeiramente, “botar o povo pra dormir”. Hoje, também oferece o serviço de corretagem de imóveis. Seu diferencial, além de ser uma manezinha conhecedora de todos os cantos da ilha, é estabelecer uma conexão com os clientes para atendê-los bem.

• Samantha

Centro de estética animal

Dica da Samantha:Não abra mão da qualidade e de estar sempre se atualizando. Muita paciência e foco no perfil do cliente que você quer pra sua empresa.

Mulheres Empreendedoras: A força feminina no segmento dos serviços 5

A Samantha queria realizar seu trabalho de uma forma diferente do padronizado pelo mercado. Ela queria oferecer um serviço mais calmo e levando em consideração o tempo e necessidades de cada cliente (pet). Foi esse olhar, inclusive, que a motivou a empreender. Claro que, durante a caminhada, encontrou desafios como o de demonstrar a importância de se investir em qualidade e profissionalismo. E esse olhar, sobre o seu negócio, que lhe fez entregar um serviço com um diferencial que acabou sendo o ponto alto na conquista de clientes. A Cãopeche trabalha de acordo com a necessidade de cada animal e tudo é feito no tempo deles, respeitando os limites que cada um tem. Segundo a Samantha, essa é uma das formas para traumas sejam tratados e o tempo com o cliente (pet) passe a ser prazeroso. Outro diferencial é a predisposição da empresária em postar fotos e vídeos sobre o que acontece na hora do banho e da tosa. Ela faz questão de mostrar como cada um se comporta, mostrando sem filtros a maneira como realiza seu trabalho.

• Margô Ferreira

Produção de eventos e Canal do Youtube

Dica da Margô:Conheça sobre finanças. Estude como poder guardar dinheiro para iniciar seu negócio. Não dê bola para os que os outros vão falar. Corra atrás da sua intuição. Tem gente que começa sem dinheiro nenhum e dá certo.

Margô

A Margô nasceu numa família de educadores e também de pessoas ligadas a gastronomia e a produção de festas. Logo se viu fazendo o mesmo, naturalmente. Professora de artes, atriz e organizadora de festas das amigas que sempre lhe pediam ajuda nos seus eventos, a Margo se viu inspirada para empreender só depois que a segunda filha nasceu. O maior desafio para ela, inicialmente, foi pegar o primeiro empréstimo e apostar todas as fichas na empresa. Apesar de saber levantar capital para as necessidades da família, o fato de ser a primeira vez que iria investir na sua empresa gerou uma emoção diferente. Emoção essa que logo se tornou motivo de alegria com a criação da ‘Meu Jeito Produções’. Margô sempre foi de inovar e fazer algo diferente do que o mercado oferecia. Com o diferencial de querer inovar sempre, em agosto de 2020 a “Meu Jeito Produções”, além de organizar festas e produzir eventos personalizados, ganhou também canal no Youtube.

• Anais Neves

Tatuagem

Dica da Nana: Cuide do seu corpo e sua mente, para que consiga realizar todos os processos para chegar no seu sonho. Respire fundo e quando se sentir cansado, diminua o ritmo, mas nunca pare!

Nana Ink

A maior motivação da Anais foi a necessidade. Por ser mãe solteira ela queria e precisava trabalhar perto do filho. Se você acompanhar as postagens dela vai conferir o jogo de cintura para gerir a vida pessoal, profissional e a maternidade. Hoje, atende em um ateliê privado, onde trabalha e consegue estar com o filho, dando suporte e criando ele de perto. Seu maior desafio é controlar a ansiedade pelo crescimento e respeitar o tempo certo dos processos. O diferencial da empresa Nana INK, para a empresária do ramo das tatuagens, é a autenticidade, a essência e o amor no que se propõe a fazer.

• Tessiny Vitória

Designer gráfica - Produtos Personalizados

Dica da Téssy:Não desista, seja persistente, tenha foco, trabalhe muito e descanse também. Nunca vai ser fácil, mas sempre será gratificante quando feito com amor.

Mulheres Empreendedoras: A força feminina no segmento dos serviços 6

A necessidade de não depender de ninguém e poder ter o que tanto desejava, fez a Téssy decidir ser dona do próprio negócio. Segundo ela, o maior desafio foi se manter forte diante de todas as dificuldades na vida de uma empreendedora de apenas 20 anos, mas como seu diferencial é baseado no fato de se considerar uma mulher de mil e uma versões, enfrentou tudo e se superou. Ela busca imprimir sua personalidade no negócio, e isso implica dar ao cliente uma experiência única, personalizada e sem padrões. Na empresa, seus produtos são criados a partir da vontade do cliente, ou seja, exclusividade máxima e sem limites.

• Patrícia Nails

Alongamento de unhas

Dica da Patrícia:Não desista!  Em nenhuma época é fácil empreender. Não é meu primeiro negócio e sei que as dificuldades sempre existiram, principalmente quando falta capital para investir. Na atual situação, empreender ficou ainda mais difícil, mas eu diria para continuar. Busque por conhecimento, mude a rota, mas não desista dos teus sonhos. Seja o diferente, seja a alma do seu negócio e acredite nele!

Patricia Nails

A motivação da Patrícia foi a busca por algo que a realizasse e que a fizesse acordar todos os dias animada para trabalhar. Além disso, depois da chegada da primeira filha, empreender também passou a significar contribuir na renda familiar para, em breve ter a sua independente financeira. E tudo, segundo ela, visando o melhor para sua família. O desafio maior do seu negócio é conquistar clientes em tempos tão difíceis. Segundo ela, na lista de prioridades, a área da estética acaba ficando para depois. O diferencial no seu atendimento é a segurança que tem, redobrada, com a higiene e com todos os protocolos. E, claro, estar sempre atualizada quando o assunto são unhas. Sua divulgação, hoje, está focada no Instagram e boca a boca.

• Merieli Strapazzon

Conserto de roupas e presentes personalizados

Dica da Merieli:Nunca faça da sua vida um rascunho, pois poderá nunca dar tempo de passar a limpo. Tudo passa, coisas ruins e as boas também.”

Mulheres Empreendedoras: A força feminina no segmento dos serviços 7
A Meriele é artesã de berço. Em 2016 trabalhava fora e fazia personalização de caixas de MDF revestidas de tecido, como convite para padrinhos de casamento ou batizado. Em 2018, depois de sair da empresa que trabalhava ela começou a se virar por conta própria. Após ter aulas de costura, comprou a primeira máquina e foi aí que nasceu um amor pela costura, que só cresce a cada ano. Hoje ela trabalha em casa e cuida da família também. Para Meriele, o desafio para empreender são dois: a venda dos produtos e conciliar família e trabalho. Seu diferencial vem do próprio nome da empresa, LoveArt Ateliê. Segundo ela, é amor que sai pelas mãos e num formato de trabalho que preza pelo melhor acabamento e preço justo. “Faço questão de fazer para meus clientes exatamente como faria para mim”, afirma.

• Vanessa da Silva

Digital Influencer no Lar Doce Loft

Dica da Vanessa:Defina e entenda seu público, pesquise esteja em constantes pesquisas e estudos para se atualizar, abuse das ferramentas gratuitas para divulgar seu trabalho, uma delas é o Instagram.

Vanessa

A Vanessa, como digital influenciar, começou por acaso, e o início se deu pela procura de ideias que a inspirassem na decoração do próprio lar. Foi dessa forma que percebeu o nicho de mercado e fez disso sua profissão. Aos poucos foi adaptando seu Instagram ao segmento que queria representar e, hoje, ela tem um perfil voltado para decoração e lifestyle. Neste momento o desafio é mostrar aos parceiros como seu trabalho pode ajudar no crescimento do negócio deles. Aliás, quando apresenta um cliente, a Vanessa busca oferecer o produto ou serviço aos seus seguidores de uma forma orgânica. “As pessoas gostam de ver realidade, se eu provo um produto ou serviço sempre relato o que achei dele”, afirma. Seu diferencial é pesquisar e estudar sobre os produtos que divulga, apresentando informações relevantes que conquistam a confiança da sua audiência.

• Feka Mansano Rosa

Negócios Imobiliários

Dica da Feka:Em primeiro lugar, escolha muito bem o seu business e mercado de atuação. Faça pesquisas in loco e um bom planejamento. Se tiver que escolher um sócio, recomendo escolher muito bem, de preferência alguém que te complemente nos talentos e que trabalhe tanto quanto você. Mas antes de tudo isso, escolha uma área que faça o seu coração bater e que você seja “apaixonado”. Assim será fácil persistir. Faça dar certo, dê 1% a mais da sua capacidade todos os dias para no final de um ano você terá dado 365% extra. Que desistir nunca seja a primeira opção, mas se tiver que ser, aceite com sabedoria e saiba recomeçar.

Feka - Unik

Foi a fala do antigo chefe que despertou a Feka para o seu real talento: “Você está longe de ser a minha melhor funcionária, mas se tivesse que escolher alguém pra ser minha sócia, seria você”. Na época, ela demorou para entender o recado, mas meses depois, com a empresa aberta, entendeu tudo. Hoje, claramente enxerga que precisava de espaço para colocar sua criatividade em ação. Abriu sua empresa e, em menos de 2 anos, já tinha trocado de carro, comprado apartamento e começado a investir. Segundo a empresária do ramo imobiliário, empreender começou ainda criança quando inventava um jeito de vender algo para ganhar a própria mesada. Para ela, os maiores desafios são: lidar com a instabilidade financeira, os altos e baixos dos negócios e saber que para ganhar é preciso correr o risco de perder. O diferencial da sua empresa e construir um atendimento com a sua marca pessoal, ou seja, alimentar um relacionamento verdadeiro, íntegro, além de manter o bom humor e o “astral ou a VIBE”, como fala, sempre alto. A Feka aplica isso nos três ramos que atua, que são: eventos, agência de comunicação digital e negócios imobiliários.

• Graci

Piercing, Cursos e Tatuagem

Dica da Graci:O meu recado é que nunca será fácil! Seremos julgadas o tempo todo, independente do que fizermos. Nos dias que você estiver cansada, sente e chore, mas depois seque as lágrimas e vá com tudo! Recomeçar é um ato de amor para conosco. Nós, mulheres, apenas nós, podemos construir nossa própria história. Uma apoiando a outra.

Mulheres Empreendedoras: A força feminina no segmento dos serviços 8

“Eu precisava vencer para ser feliz”. Essa foi a maior motivação da Graci, para entender que o seu talento como empreendedora vinha não só da vocação, mas também da necessidade. Para isso, começou cedo, ajudando os pais na roça, na criação de bicho de seda. Trabalhou em salão de beleza aos 16 e abriu seu primeiro negócio aos 20. Infelizmente, aos 23, um relacionamento abusivo a fez fechar a loja e passar a atender em casa. Florianópolis surgiu como uma fuga e libertação, pois só decidiu se mudar após ser agredida fisicamente no meio da rua pelo seu companheiro. Chegou na ilha com os filhos, gatos e força de vontade na mala. No início, vendeu salada de frutas para conseguir juntar dinheiro e pagar o aluguel de uma sala. A primeira ficava na Pequeno Príncipe e depois surgiu o Inverso Coletivo no Morro das Pedras. Hoje, profissionalmente, Graci cresce exponencialmente como perfuradora corporal (body piercing). Ela, inclusive, está dando cursos de perfuração no seu espaço físico e também gravando curso online. O próximo passo é viajar para dar cursos pelo país.

• Anelise Lins Carvalho

Empreendedora Forever Living

Dica da Anelise:Busque por algo que te satisfaça de alguma forma. Eu, por exemplo, não gosto de vender, mas aprendi a fazer negócio do meu jeito. Como amo os produtos que ofereço, as vendas acontecem logo depois que falo da minha experiência com os produtos. Ou seja, negocie o que você compraria também. E não esqueça de sempre ter uma reserva para os dias em que as vendas estão em baixa.

Mulheres Empreendedoras: A força feminina no segmento dos serviços 9

Ela começou a empreender depois que os filhos nasceram. E a motivação foi poder controlar seu horário de trabalho e a produtividade. Segundo ela, o desafio continua sendo gerir o tempo de uma forma que o cuidado com os filhos não se choque com os seus atendimentos. Como todas as mães de filhos pequenos, a Ane acredita que empreender nessa época causa uma série de dúvidas e questionamentos. Uma delas, por exemplo, é o fato de se sentir dividida. Mas isso não a deixa pensar em desistir, pois acredita no seu potencial e na capacidade de ir além. Trabalhando com produtos que levam saúde ao consumidor, a Ane também se apóia no fato de que tudo é difícil, tanto para quem empreende quanto para quem não empreende. “Deixar o filho na creche é difícil, levantar cedo é difícil, ficar longe dele o dia todo é difícil, ter horário para entrar no trabalho e sair quase a noite é muito difícil, não ter tempo de educar o filho é difícil… Mas a flexibilidade de horário, poder ficar perto dos meus filhos e ter a chance de conquistar uma renda maior que a do mercado de trabalho… É bem melhor”, revela a mãe das crianças Pedro e Milena e da adolescente Maria Eduarda.

• Lilian Rodrigues

Psicopedagoga

Dica da Lilian:Investir em algo que se ama fazer.

Mulheres Empreendedoras: A força feminina no segmento dos serviços 10

Lilian decidiu empreender para conquistar uma remuneração e flexibilidade de horários que lhe oferecessem qualidade de vida. Embora esteja sendo desafiada pela divulgação online, que sugere uma exposição pessoal, ela rebate com o crescente aumento da sua clientela fruto do seu atendimento personalizado. Em tempos de pandemia, o negócio da Lilian ganhou relevância por se tratar de treinamentos em soluções que visam otimizar rotinas, tanto para empresas como para famílias. E quem não anda com a vida pessoal e profissional bagunçada? Além disso Lilian, é especialista em Comunicação Autêntica e Comunicação não violenta, um tema necessário nos dias atuais.

Esta foi a quarta, e última, reportagem de uma série especial de matérias sobre empreendedorismo feminino, feita pelo site Sul de Floripa, em homenagem ao mês da mulher.

Foram envolvidas, aproximadamente, uma centena de mulheres de 85 empreendimentos.

O sucesso foi tão grande que já se discutimos sobre a comemoração da data em 2022. E tudo devido ao feedback, extremamente positivo, das mulheres que participaram da matéria.

Entrevistas, stories, lives, pauta especial com lista de promoções para o Dia das Mães (em elaboração!) e muita divulgação com um único objetivo: apresentar bons negócios e estimular o consumidor a lapidar seu poder de compra na região.

A gente encerra com a sensação de trabalho bem feito e o compromisso de que iremos continuar fomentando o empreendedorismo local, a cultura da região e uma produção de conteúdo voltada para o crescimento econômico, social e ambiental.

Farah Diba Albuquerque

Apaixonada por viagem e turismo, Farah Diba Albuquerque não é manezinha no DNA, mas mora em Floripa há quase 30 anos. Fez duas faculdades: Direito e Jornalismo. Mas assume que a vocação é ouvir histórias, entrevistar pessoas e escrever sobre o que vê e sente. Já morou em vários cantos do arquipélago da magia, mas foi só no Sul da Ilha que encontrou o que precisava para escrever seu primeiro livro. É nesse pacote *{natureza, história e espírito de comunidade}* que descobriu um dos presentes da terra. Jornalista do site Sul de Floripa.