Feelin e a receita que deu certo no mercado imobiliário

Em janeiro de 2016, o casal de corretores, Marcos e Adriana, decidiu alugar uma sala comercial, no bairro Campeche, para atender seus clientes. Imediatamente, o negócio passou a crescer tão rápido que, pouco tempo depois, ambos tiveram que construir um time de colaboradores e alugar uma sala maior, de frente para uma movimentada avenida na região.

Foi nesse momento que os idealizadores da Feelin Imóveis, Marcos e Adriana, perceberam a necessidade do mercado local por um atendimento mais ágil e condizente com a demanda do cliente. Começaram, então, a mostrar para a sua equipe que era preciso entender o cliente e acolher sua verdadeira necessidade. Dessa política de trabalho nasceu o propósito do negócio, que fez a empresa cair nas graças da comunidade.

Feelin e a receita que deu certo no mercado imobiliário 1

“O propósito da Feelin é focar na necessidade do cliente e não na venda do produto. A nossa equipe tem que fazer o possível para ajudar o cliente a encontrar o imóvel. Assim como, ajudar um proprietário que precisa vender ou alugar o seu imóvel. Nós trabalhamos para ajudar nosso cliente, seja ele comprador, vendedor, proprietário de imóvel de locação ou inquilino.”, declara a empresária Adriana Rodrigues.

Sobre a clientela há muita diversidade na carteira da Feelin Imóveis, pois muitos são provenientes de todas as partes do Brasil e do mundo.

Feelin e a receita que deu certo no mercado imobiliário 2

A Feelin e o Mercado imobiliário

Quem assiste a palestra que a CEO da imobiliária, Adriana Rodrigues, deu para 600 corretores do Brasil no evento Top Brokers, descobre que todo o sucesso do negócio foi conquistado atravessando alguns desertos. “O maior desafio, na história da Feelin, foi entrar no mercado de alto padrão, pois passamos por vários momentos de perda e mudança”, revela.

Sobre o mercado imobiliário, ambos acreditam que o momento atual está aquecido, com muitas oportunidades tanto de venda, quanto de locação. “É um ótimo momento para investir em imóveis”, afirma Adriana.

Uma característica marcante desse casal de corretores-empreendedores, é que, mesmo diante das dificuldades, eles não se deixam abater. A regra é sempre a mesma: a busca pelo conhecimento e aprimoramento das estratégias. “Onde tem conhecimento, qualificação e bom networking, Marcos e eu estamos lá. Um exemplo são todos os cursos do Secov, do ano de 2018, que fizemos. Quando precisamos de algo, corremos atrás.”

Não é à toa que Adriana, além de palestrar sobre a história da Feelin, já foi coautora de um livro sobre mulheres no mercado imobiliário.

O  Sul da Ilha

Quando o casal é questionado sobre um sonho a se realizar para o Sul da Ilha, a resposta é pontual: “Saneamento básico, pois hoje ainda temos fossa”, confessa Adriana, com um tom de tristeza.

Tristeza compreensível, já que a postura da empresa é a de prezar pela seriedade e qualidade nos seus serviços, oferecendo profissionais comprometidos, que passam segurança, transparência e são focados na construção de uma relação de valor.

Valor, aliás, que Adriana e Marcos vieram cultivar no Sul da Ilha, especialmente no Campeche. “A sensação que temos é a de que fomos escolhidos pelo lugar que moramos e trabalhamos, pois assim que chegamos e nos instalamos, já começamos a trabalhar. A região nos acolheu, logo nos identificamos e passamos a agarrar todas as oportunidades que foram surgindo”, relata a CEO da Feelin Imóveis.

Se você precisa dos serviços da Feelin Imóveis, abaixo têm informações para quem deseja alugar ou vender um imóvel, assim como para quem precisa alugar uma moradia.

Para locar seu imóvel:
– Imóvel em boas condições de uso
– Contato fácil para negociação
(Temos imóveis de proprietários que moram em outras cidades ou fora do país.

Para vender seu imóvel:
– Comprovante de propriedade
– IPTU individualizado.

Para alugar um imóvel:
– RG
– CPF
– Ficha cadastral
(Nao é necessário comprovante de renda)